Os Almeida Coelho

0
17

Anteriormente, falamos sobre um ramo importante da família Coelho (para saber mais sobre a origem do sobrenome Coelho, clique aqui) que povoa especialmente os estados de São Paulo e Paraná, descendente do judeu sefardita Francisco Vaz Coelho, os Proença Coelho.

No texto mencionado, é citado que o sobrenome Coelho remonta à reconquista da Península Ibérica pelos cristãos na guerra contra os Mouros. Contudo, o sobrenome Coelho foi usado por diversas famílias ao longo dos séculos, inclusive sefarditas, que segundo alguns estudiosos, o adotaram para fugir da perseguição da Inquisição.

Muitos sefarditas acabaram migrando para os Açores e posteriormente foram para o Brasil. É o caso dos Almeida Coelho, cujos membros se espalham especialmente pelo sul do Brasil, mais especificamente por Florianópolis, Santa Catarina.

VOCÊ PODE COMEÇAR A SUA ÁRVORE GENEALÓGICA

Os Almeida

Sobrenome de origem toponímica, ou seja, ligado a um determinado lugar, Almeida surgiu na atual freguesia de mesmo nome, localizada a nordeste de Portugal. O lugar foi batizado pelos mulçumanos como Talmeyda, que significa “mesa” em árabe. Lá, construíram um castelo durante a ocupação ibérica, o Castelo de Almeida, importante ponto turístico local. O local também foi palco de batalhas na Guerra da Restauração da Independência portuguesa, quando o país foi tomado pelas forças napoleônicas no início do século XIX. Ponto de resistência portuguesa à invasão francesa, em combate ocorrido em 1810 o castelo teve grande parte destruída após a explosão de um paiol de pólvora durante o cerco, quando morreram 500 pessoas.

Mas o certo é que entrou para a história o fato de Dom Payo Guterres Amado ter sido o responsável pela derrota dos mouros e pela tomada do Castelo de Almeida de Riba Coa (Ribacôa). Almeidão, como ficou conhecido após o feito. Por isso, Dom Payo recebeu do rei Dom Sancho I o título de senhor daquele castelo, passando o título para os seus descendentes, que adotaram o sobrenome Almeida (ou Almeyda, em português arcaico), sendo Pedro Paes de Almeida o primeiro a assinar tal apelido.

No Brasil

A família Almeida é bastante numerosa no Brasil. Diversos membros desta família podem ser encontrados nas mais diferentes regiões do país, mas o ramo em questão uniu-se aos Coelho oriundos dos Açores já no século XVIII, quando o catarinense Manoel Coelho Rodrigues, filho dos açorianos Francisco Coelho e Maria Úrsula do Canto, casou-se com Laureana Joaquina d’Almeida, filha dos portugueses Antonio Correia Lisboa e Maria Leonarda dos Santos de Almeida.

VOCÊ PODE COMEÇAR A SUA ÁRVORE GENEALÓGICA

Contudo, o vínculo sefardita só se deu quando o segundo filho do casal, Ambrósio de Almeida Coelho, casou-se com Maria Augusta do Sacramento, descendente do açoriano Antonio Fernandes, que no início do século XVII consta na lista de pagantes da finta, imposto cobrado sobre as propriedades de “gentes de nação”, ou seja, cristãos novos. Muitos descendentes de Antonio Fernandes podem ser encontrados atualmente em Florianópolis e outras cidades catarinenses, como Águas Mornas, Anitápolis e Santo Amaro da Imperatriz.

Importante lembrar: Os sobrenomes são indícios, mas não determinam se você é ou não descendente de judeus sefarditas. Para comprovar esse vínculo, é realmente necessário um estudo genealógico.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here